Agile: Mitos e Realidades

Na linguagem comum ágil significa "capaz de se mover rápida e facilmente". Esse entendimento, e também o facto de, em língua portuguesa, ágil e Agile serem palavras muito semelhantes, é uma das linhas de força que tem ajudado à divulgação do Agile, mas também a razão primeira de vários equívocos e mal-entendidos, em relação à aplicação do Agile como método de organização do trabalho e, em particular, de gestão de projetos.

Os 6 principais mitos que costumam ser associados ao Agile são:
  1. Agile só se aplica ao desenvolvimento de software
  2. Agile é sinónimo de rápido
  3. Agile significa fazer o que for preciso para obter o resultado desejado
  4. Agile significa que não há compromissos de prazos ou datas de entrega
  5. Agile significa que podemos alterar as funcionalidades/requisitos sempre que quisermos
  6. Agile significa usar determinadas ferramentas e processos
O artigo abaixo tenta explicar a origem de cada um desses mitos, e qual a realidade incompreendida que se esconde por detrás, já que essa compreensão é importante, para que as organizações possam ser bem sucedidas, no processo de adoção dos métodos de trabalho baseados nos princípios do Agile.


1. Agile só se Aplica ao Desenvolvimento de Software

 

“Agile” com letra maiúscula designa um conjunto de métodos de desenvolvimento de software (SCRUM, Programação aos Pares, etc.) que se centra na criação das funcionalidades que os utilizadores pretendem (requisitos). A utilização de métodos ágeis para a criação de software tem como resultado a criação mais rápida de produtos de melhor qualidade.
Estes métodos não se aplicam apenas ao desenvolvimento de software. Os princípios em que assenta o Agile podem ser usados em qualquer tipo de projeto. Eles têm subjacente um novo paradigma, e uma nova forma de pensar, que pode ser usada em qualquer uma das linhas de negócio, em qualquer equipa, e nas mais variadas áreas da organização.

Essa linha de atuação assenta em 4 princípios básicos: Foco no resultado; Experimentação; Interação e Aprendizagem.

 

2. Agile é Sinónimo de Rápido


   
As pessoas associam “Agile” a “Rápido” quando deveriam associar “Agile” a “Entrega Rápida de Valor”, isto é, entrega mais rápida de valor para o negócio do cliente.

Os métodos ágeis centram-se na clareza dos resultados de forma a evitar desperdício, de tempo e de recursos, na criação de produtos ou serviços que não cumpram com as reais necessidades dos utilizadores. As interações rápidas e a experimentação, possibilitam que os utilizadores possam usufruir dos benefícios mais cedo, mas isso não implica que seja necessariamente rápido.
Equipas integradas mas independentes permitem maiores níveis de concentração no trabalho, e maior responsabilização no processo, donde resulta uma mais eficaz geração de inovação e de valor.
 

3. Agile Significa Fazer o Que For Preciso Para Obter o Resultado Desejado

  

Uma equipa ágil centra-se em trabalhar de forma mais inteligente e não em trabalhar durante mais tempo. A equipa cria um ritmo sustentado de trabalho que evita a exaustão.

As equipas ágeis trabalham mais rápido porque conseguem definir de forma mais precisa o âmbito dos seus projetos, e porque gerem melhor as expectativas dos interessados sobre o que realmente pode ser conseguido.

Aprendendo constantemente com base nos resultados das interações anteriores, as equipas ágeis conseguem criar um ciclo continuo de melhoria do produto e dos métodos de trabalho.
 

 

4. Agile Significa Que Não Há Compromissos de Prazos  ou Datas de Entrega

 
As equipas ágeis trabalham com base num calendário, seja ele um calendário formal assente em interações (Sprints) de 2 a 4 semanas, ou ciclos menos formais que norteiam a entrega das funcionalidades do produto ou do serviço que são necessárias.

Na verdade o Agile é um processo colaborativo, que envolve a discussão e a negociação entre todos aqueles que estão a construir o produto ou o serviço, e os interessados que vão utilizar o que está a ser construído.

As equipas criam os seus próprios compromissos em vez de trabalharem com base em metas impostas externamente. O resultado é a entrega de um Produto Mínimo Viável dentro dos prazos especificados.
 

5. Agile Significa Que Podemos Alterar os Requisitos Sempre Que Quisermos

 

É frequente pensar que com o Agile os requisitos podem ser alterados a qualquer momento, ou sem que exista uma discussão prévia com a equipa de projeto.

Na realidade o Agile obriga a que se deixe a equipa cumprir com os compromissos que a equipa aceitou. Os requisitos não podem mudar a meio de uma interação sem que haja um trabalho conjunto com a equipa, em relação à avaliação do impacto e à necessidade de re-priorização do trabalho.

A equipa pode escolher ajustar ou modificar o âmbito do trabalho, mas existem salvaguardas que permitem acomodar essas alterações.

  

6. Agile Significa Usar Determinadas Ferramentas e Processos

 
Muitas equipas pensam que se adotarem o uso de determinadas ferramentas e processos estão a ser ágeis.

Nada mais falso. O aspeto central do ágil assenta na compreensão de que a equipa deve trabalhar no sentido de um determinado resultado. A equipa tem também de saber usar determinadas ferramentas e processos para poderem usufruir dos benefícios da adoção do ágil.

O Agile requer mudanças na forma como as equipas se organizam e na forma como as pessoas trabalham.

Grp2ALL

 




Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

9 Programas de Software Grátis para Gestão de Projetos

PMBOK: Ferramentas e Técnicas - Estimar Custos do Projeto

Como Fazer o Plano de Comunicação do Projeto